ano novo no brasil virada

Réveillon: viajar para fora ou ficar no Brasil mesmo?

Posted on

Final de ano chegando… e a mesma pergunta sempre: o que fazer? Pra onde ir? Quando comprar? Quanto gastar? E por aí vai!!!

keep-calm-2015-tá-chegando-o-o-o

Eu tenho as minhas duvidas se vale a pena economizar na hora do Ano Novo… para mim, é quase um ritual… viajar para algum lugar diferente… com praia… festa da virada e ser verão. Ou seja, para mim é quase que o obrigatório que seja no Brasil. É a única época do ano que pago mais caro mesmo por hotéis e passagens que em outras épocas sairiam a metade do preço… mas para mim, não tem lugar melhor que o Brasil para passar o Réveillon.

Só tive ideia disso depois de passar 2 viradas fora daqui (e para mim foi o suficiente para não ser tão legal)! Claro que é sempre uma viagem… uma experiência diferente… mas de qualquer jeito… a madrugada do dia 31 não é a mesma!! (como eu posso viajar em outras épocas do ano… sempre reservo a data para um lugar especial no Brasil).

Já fui para Barcelona e para Santiago. Quando fui para Barcelona, tinha certeza que seria o melhor Ano Novo da minha vida… afinal… muitas baladas boas… pessoas animadas… gringos de todas as partes do mundo. Pois é… tínhamos 2 opções: ir para a Plaza Catalunha… ou reservar um restaurante legal. Reservamos o restaurante legal… e de repente… quando deu meia noite… as pessoas começaram a se mascarar, colocar adereços (tipo casamento) e fazer trenzinho (na hora confesso que até me diverti… mas se for pensar… é bem ridículo). Mas eu ainda tinha esperança que iríamos para alguma balada boa depois… com direito a open bar e tudo mais (achei que estava no Brasil). Paramos numa balada (foi um stress para entrar… porque estava tudo lotado… e tudo caro – 50 euros pra mais SECO!!). Até que encontramos uma que parecia estar legal… e acho que não conseguimos ficar nem 2 horas por lá. Conclusão… 3 horas da manhã já estávamos de volta no hotel… e sem pular ondinhas =( … na verdade nem me lembro se pulamos as 7 ondinhas ou não (porque a balada era quase na praia… mas o frio não ajudava também).

O de Santiago já foi um pouco diferente… estava com a minha família… e nem queria balada TOP… só queria um restaurante legal. Massss no Chile as pessoas vão para a praia mais próxima de Santiago (Vina del Mar) que dizem que são os fogos mais lindos do mundo (eu duvido um pouco, mas tudo bem). Como o nosso voo saia muito cedo no dia 1, preferimos ficar em Santiago… mas foi um parto para arrumar um restaurante legal. Achamos uma “bar-balada” (LOTADO de brasileiros) e que entre um prato e outro tinha umas performances de umas bailarinas (até que legalzinho). Depois da meia noite rolou uma baladinha… mas nada comparado as baladas que vou aqui no Brasil.

Já a Gui (Agnes) teve algumas experiências mais divertidas do que eu!! A primeira vez foi em Berlin, com o irmão e uma amiga… e achou bem interessante e bem diferente (afinal estava nevando mto, estava -5°C). Lá o clássico é todas as pessoas irem ao Portal de Brandenburgo… mas ela perdeu a hora no hostel bebendo vodka e suco com neve (hahaha) e quando olharam o relógio era 23:45… saíram correndo pela rua e quando chegaram já estavam rolando os fogos… ahhh e nessa correria, se perderam um do outro rs.

162765_464959765793_2765561_n

Já no outro ano, ela foi com 7 amigos para Cingapura e novamente se atrasaram na virada…  pegaram o metrô para ir até o Marina Bay (“o famoso lugar da queima de fogos mais linda do mundo”) e quando chegaram, a polícia tinha fechado as ruas de acesso e lá ficaram no meio de uma construção com vários indianos “fedidos” kkkkkk. Ah, antes da virada a champanhe estourou, ficaram encharcados e suados… mas ela garante que foi muito engraçado (posso imaginar). Depois da virada catastrófica, foram à Zouk, a balada que é uma “ilha” na Marina Bay, e valeu a pena!!!!

Mas, ela concorda com o meu ponto que o réveillon no Brasil é com certeza mais animado e inesquecível…  seja na praia em SP (Guaruja, Ilhabela, Maresias, etc) ou seja nos lugares mais paradisíacos (Fernando de Noronha, por exemplo). Festa todo dia, praias maravilhosas, sol, calor, piscina… e muita gente bonita (e na mesma vibe de Ano Novo sabe?). Mas mesmo com essas aventuras que ela passou, prefere viajar para um lugar diferente e conhecer diferentes viradas ao redor do mundo (eu não, rs)!!

Enfim… de qualquer maneira Réveillon deve ser comemorado… e bem aproveitado… no Brasil ou em qualquer lugar do mundo!!!! Passe de branco… mas não passe em branco!!! E a sua virada de 2015… já decidiu??

reveillon-copacabana-8

Marcella Romani

Advertisements